quarta-feira, 18 de março de 2020

Olá mãe, bom dia e a sua benção...
Arrenagava-se muito comigo, sempre assim foi  toda a  vida, era uma carga de trabalhos para ela. 
E tinha sempre razão, era um andorinho que por vezes coçado numa surra, tinha a sua asa aberta para me acolher, tal e felizmente como ainda hoje.
Gosto muito dela!
Enquanto escrevo e o relógio corre, não tarda nada está com noventa anos, faltam quinze minutos que quero aproveitar.
Olha mãe, não vai haver as festividades programadas, com a família e amigos, mas fica para outro dia, pois este já mora dentro de nós, dentro do coração.

Tenho uma Mãe
Minha e dos meus irmãos
De netos e já bisneta
Somos filhos de Alguém
De uma lutadora
Da fibra de quase ningúem
Amo-te tanto minha mãe!

( a minhha prenda, é a sua varanda...bonita). 
DSC02552 (1).JPG

8 comentários:

  1. Que lindo e emocionante..Nada será igual nesses tempos. Beleza de sacada! Linda foto! abração, feliz dia aos papais de Portugal! chica

    ResponderEliminar
  2. Olá Xico, tudo bem?
    Saudades deste canto poético. Tens feito muitas travessuras?
    Linda tua mãe. Tá uma guria. Os festejos estão suspensos, mas quando puderes a festa vai ser grande. Desejo felicidades a tua mãe.
    Alfredo depois da pandemia se resguardou em casa e não sai para nada.Só fazendo arte, agora virou cozinheiro. Só faz batata hahaha. Não fomos mais pescar, a vida está suspensa por aqui. Somos avós, estamos numa felicidade louca. Nosso neto Bento fez um mês. Alfredo já quer ensinar ele a pescar e a fazer churrasco.
    Abraços e felicidades a ti e a Paula.

    ResponderEliminar
  3. Olá!

    Não conhecia o blog

    Achei interessante!

    Saudações poéticas!

    ResponderEliminar
  4. Hoje foi uma benção todas as intenções apresentada a Jesus, obg meu Deus por mais uma vitória neste dia🙏🙏🙏🙏🙏👏👏👏👏



    ResponderEliminar
  5. Olá meus amigos! Que saudades. Aqui estamos na rotina da vida. Que sabe um dia aparecem por aqui para nos visitar.
    Abraços!!!

    ResponderEliminar